Notícia

Professor Roger Findley recebe a Medalha Tiradentes na ALERJ

Inserido em 10 de Abril de 2018

Especialista em Direito Ambiental e docente da Universidade de Illinois (Estados Unidos) e da PUC-Rio, o professor Roger Findley recebeu a Medalha Tiradentes e o título de Cidadão do Estado do Rio de Janeiro. O ministro do STJ Herman Benjamin e os presidentes Renata Gil (AMAERJ) e Luciano Mattos (AMPERJ) participaram da sessão solene, nessa segunda-feira (09/04), na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ).

O pedido para homenagear Findley foi intermediado pela AMAERJ, por solicitação do ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Herman Benjamin, que foi aluno do especialista em Direito Ambiental. O ministro ressaltou que o professor, que já se considerava cidadão do Rio, foi responsável pela formação de magistrados, procuradores e advogados brasileiros especialistas na matéria.

“É uma justa homenagem. Pela sua atuação, se transformou no grande embaixador do Brasil, do Rio de Janeiro, na comunidade acadêmica pelo mundo. Ele dedicou sua vida a ensinar uma disciplina jurídica, o Direito Ambiental, que não só olha para o passado e o presente, como também se preocupa com o futuro. O professor olha para frente para alcançar objetivos que aparentemente estão longe”, disse o ministro.

Presidente da AMAERJ e vice-presidente Institucional da AMB, Renata Gil também ressaltou a atuação do docente. “O professor Findley é referência em Direito Ambiental e alcançou um patamar elevado de reconhecimento público no Brasil e na Colômbia, contribuindo sobremaneira para a construção do aparato jurídico ambiental. Ele tem publicações importantíssimas que motivaram o aperfeiçoamento da legislação brasileira. A AMB e a AMAERJ estão irmanadas no desafio de prosseguir com a defesa do Direito Ambiental”, garantiu.

Ela lembrou ações da associação para conscientizar a população sobre a defesa do meio ambiente como a “1ª Remada Limpa”, que reuniu juízes, Promotores e sociedade civil. Na época foi retirada meia tonelada de lixo além da Baía de Guanabara.

O professor Findley agradeceu a homenagem e disse que já se sente cidadão fluminense e carioca há 40 anos, quando veio ao Brasil pela primeira vez.

“O jovem Herman Benjamin foi meu aluno e agora, 30 anos depois, é ministro, um dos juristas mais famosos do mundo em Direito Ambiental e um amigo querido. Para um professor de Direito, uma das maiores emoções é ver as realizações de seus alunos e todos os brasileiros que estudaram comigo, fizeram para ajudar seus estados e o governo nacional. Obrigada por esses prêmios [medalha e título] são muito preciosos para mim”, discursou.

Para o Procurador-Geral de Justiça do Rio, Eduardo Gussem, o docente “deixa marcas na história do Estado do Rio”. “Ele foi um visionário há 30, 40 anos, ao perceber as sutilezas do Direito Ambiental e os danos que poderíamos enfrentar no futuro”.

Fonte: AMAERJ.